O Bicho da Seda, aquecido por um Tanat

Compre seu livro O Bicho da Seda aqui:

A noite avançava e eu sozinha, ouvindo o vento balançar as janelas, achei que precisaria de companhia, então abri um livro.

O detetive Cormoran Strike é chamado pela esposa de um escritor famoso, para descobrir seu paradeiro. Sentindo a tensão surgir a cada página, abro um Tanat, típico do Uruguai, com a intensão de amolecer um pouco os músculos.

A cada descoberta, o líquido rubro desperta sabores, além das frutas vermelhas, o fundo de especiarias, deixa ainda mais apimentado o suspense, que se enrosca em uma teia, repleta de mistérios e incertezas.

Pensando que o escritor está apenas desaparecido, eu engulo seco e sinto o tanino raspar no paladar,  quando seu corpo é encontrado, brutalmente assassinado e não há pistas de descobrir o responsável. 

A noite esfria e dou mais um gole no vinho. 

Em uma corrida contra o tempo para encontrar o assassino, sigo cada acontecimento com uma curiosidade que não me permite largar o livro, até descobrir o que vai acontecer.